quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Pílulas de cabelo.

Meninas, preciso contar que encontrei um complemento alimentar que, para mim, está funcionando super bem, pois minha queda de cabelo diminuiu muito.

Antes, já havia testado a "Pantovigar" ("Pantogar" daqui, acho) e não vi muitos resultados. Na verdade, não passei do primeiro mês (o tratamento seria de 3 meses). Isso porque eram 3 cápsulas por dia (manha, tarde e noite), e era muito difícil de lembrar religiosamente - muitas vezes, quando lembrava, já estava fora de casa.

Daí, fui a uma farmácia de Portugal e conversando com o farmacêutico, explicando que minha queda ficou alucinante depois do nascimento do meu bebê, ele me recomendou que tomasse uma cápsula específica para questões hormonais.

Haviam diversas, mas ele recomendou uma da "Rene Furterer" de Paris - chama-se "VITALFAN Antichute", contra "chute de cheveux progressive hormonale, héréditaire". A vantagem é que é só uma cápsula por dia, que tomo sempre ao acordar. Estou na metade do segundo mês de tratamento (pois também são três meses) e minha queda de cabelo melhorou quase 70% já no final do primeiro mês. Abaixo fotos da caixa e da composição.



quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Esmaltes incríveis e de longuíssima duração.

Passeando pelo free shop, chegando de Las Vegas ano passado, fui escolher alguns esmaltes. E lembrei que minha irmã sempre me recomendava a maquiagem da Bourjois. Ao passar pela prateleira deles, adorei as cores de esmaltes!!! E comprei sem pretensão alguma, pois são super em conta: entre $10.00 e  20.00...

Dessa primeira vez comprei o "So Laque!" de 7 dias de duração. A surpresa: além da cor ficar idêntica à do frasco, as unhas realmente duraram todo o prometido...

Depois, num supermercado do Porto, achei o "Anti-Choc No Chips" que promete 10 dias de duração, com pincel para retoque que garante mais 3 dias (é mais achatado que o normal e o corte do pincel é diagonal). E funciona muito bem!!! Fato é que, agora, estou indo ao salão a cada 10 até 14 dias... Tirei uma foto das minhas unhas vermelhas abaixo, feitas há quase uma semana, pra terem uma idéia. E da verde semana passada - no dia da foto estava com 13 dias...





Bom, espero que ajude outras mães com pouco tempo para fazer a unha... (risos) No meu conceito, são os melhores esmaltes.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Viagem de carro pela Europa com bebê - Portugal, Espanha e França. Parte III - Carro - Providências iniciais.

Já temos o veículo no local, e a primeira providência foi a cadeirinha de bebê para o carro - fomos a BabyRus e compramos uma da Chicco Auto Neptune que servia aos grupos 1, 2 e 3 (foto abaixo) com o intuito de a usarmos muitos anos. Todavia, percebemos, ao longo do uso, que ela não nos serviria adequadamente para longas viagens pois não reclinava, o que ficaria desconfortável para o bebê dormir.


Então, fomos ao Continente (rede de supermercados local), e compramos uma mais simples de marca não conhecida, mas que reclinava e atendia apenas ao grupo 1 (9 a 18kg). E foi providencial para as longas horas de viagem que se seguiriam.


Também providenciamos as papinhas para o período (lá chamadas de refeições) - apesar do meu filho já estar na dieta da casa desde que completou 1 ano, em viagens ficamos muito sem horário para nada e não queríamos que ele perdesse ainda mais a rotina. Para a idade dele, encontramos no mercado Português (tanto no Continente, como na rede do El Corte Inglês), as marcas Blédina 12 a 36 meses (que meu filho amou, mas só tem o sabor de arroz com frango ou estufadinho de cenouras com carne), Sopinha da Horta de 8 a 36 meses e Nestlé. Lá, encontrei o Aptamil 4 (que aqui não existia - agora chegou o Milnutri, que aparentemente é o Aptamil 4 lá de fora).

Ah! Lá também há o leite já pronto Aptamil!!! De litro e por porção! 



Na parte de papinhas de fruta, as variações são bem maiores que no Brasil. A Blédina faz o Frutapura, que tem sabores variados, desde uma fruta só até combinações maçã e kiwi, pêssego, banana e pêra, morango, abacaxi, ameixa, frutas silvestres... Compramos também as fraldas da marca Dodot Bebé Activity, que nos serviram muito bem durante a viagem.


Quando cruzamos para a Espanha, fui ao supermercado local (também um El Corte Inglês) e amei - lá há uma variedade imensa de papinhas, incluindo algumas de peixe vindas da França!!! Algumas feitas exclusivamente para alimentação noturna do bebê. Além da Nestlé e Blédina (mas com uma variada imensamente maior dos que a que achei em Portugal), tinha a Milupa (fabricante do Aptamil). Havia também a marca Les Idées de Maman, da Blédina também.






Ao sairmos para nossa aventura, coloquei tudo no porta-malas (leite, comidinhas e frutinhas numa caixa, contadas para os dias da viagem), além de vários panos para eventuais enjôos do bebê no carro, acompanhados de papel toalha e muitas garrafas de água. Todo dia de manhã quando acordávamos, montávamos a malinha de alimentação do dia e deixávamos a caixa no porta-malas. E funcionou bem o esquema. O mesmo para fraldas, lenços umedecidos e pomadas.

Viagem de carro pela Europa com bebê - Portugal, Espanha e França. Parte II - PORTUGAL - Porto.

Chegamos a Portugal e resolvemos ficar uns 15 dias no Porto, onde temos residência.

Ah, o Porto. O Porto é uma cidade do norte de Portugal que se alinha às margens do Rio Douro, e é banhada pelo Oceâno Atlântico.


E as partes mais visitadas de Porto são as proximidades da foz do rio, começando em Matosinhos (onde ficam muitos restaurantes de mariscos), vindo pelo Parque da Cidade, passando pelo farol e Palácio de Cristal e chegando ao Centro histórico da cidade. Do outro lado do rio há Gaia, uma outra cidade, mas que dista apenas cruzar a ponte Arrábida... Lá estão restaurantes beira-rio e as principais adegas de vinho do porto.


Residimos às margens do rio, entre o farol e o Palácio de Cristal, onde passa o bondinho. Então, durante vários dias fiz muita coisa a pé, passeando pelo rio.



Os passeios que fizemos consistiram em almoços de frutos do mar em Matosinhos, passeio pelo Parque da Cidade, visita ao Sealife, andar pela areia da praia (estava pleno verão e chegamos a pegar 36 graus na cidade), passeio nos jardins do Palácio de Cristal, passeios pelo centro para ver os prédios históricos e os doces (o meu pastel de nata preferido é do Guarany), idas à Gaia para visitar as caves de vinho e almoçar ou jantar. E, exclusivamente para adultos, foi a noite de fado num bar do centro.

O Parque da Cidade e o Sealife:

Lindíssimo o local, e os pequenos se divertem muito!!! Há gramados, lagos com patos e muito verde. Recomendo entrar pela portaria da Av. Parque e ir descendo paralelo com a Boavista até chegar a Via do Castelo de Queijo: é possível passar sob a via e chegar à praia, finalizando o passeio num barzinho a beira-mar... (a quem não conhece, a cerveja Superbock é bem gostosa e é Portuguesa).

O aquário é uma graça e meu filho curtiu MUITOOOO, mas é um passeio pago. Passamos por tartarugas, tubarões, arraias... Túneis e tanques pelo caminho. Realmente divertido o Sealife! Depois, é só atravessar a rua e conhecer o Castelo do Queijo.








O Palácio de Cristal tem um jardim incrível, vistas alucinantemente belas, flores lindíssimas, além de animais como patos e pavões soltos no meio da criançada. Fomos pela Rua do Ouro a pé quase morremos pra subir empurrando o carrinho... É possível pegar o bondinho. É láaaaa em cima. Bem alto mesmo.







Já o centro histórico é uma graça, e tem várias opções tradicionais para comer! Além dos pastéis de nata. Visitamos a ponte Dom Luís (é linda a vista lá de cima) e a Estação São Bento e a Igreja da Sé.




Indo entre o centro e a faz, há o Jardim do Passeio Alegre, com um campo de mini golf muito legal!


Na noite de fado fomos ao Típico o Fado, e foi uma delícia jantar ao som de música local - lembro que fizemos reserva antes, pois o lugar é muito turístico e às vezes pode lotar. A noite foi encantadora, os cantores maravilhosos, cantando muitos sucessos de Amália Rodrigues!

O melhor restaurante que comemos na cidade foi A Proa!!! Hummmm


Gaia vai ficar para o próximo post! Depois, vou contar de Braga, Sameiro, Serra da Estrela, Fátima, Serra da Lousã, Óbidos, Lisboa, Valença... Da Capela dos Ossos...



quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Viagem de carro pela Europa com bebê - Portugal, Espanha e França. Parte I - O aeroporto.

Gente, ausentei-me do blog por um tempo, em agosto mais propriamente dito, pois estava viajando. Passei 35 dias na Europa. Eu, marido, bebê, babá e a minha avó (com 83 anos). O foco desta viagem não era compras, ou restaurantes, mas sim passear, pois era a primeira vez da minha avó por lá. 

Portugal já era o destino inicial certo, pois temos um ponto de apoio no local, já que o marido é português.  De lá pegaríamos o carro rumo a Paris.

Com bebê de colo e vovó (a bisa dele, no caso), saímos de Guarulhos com destino direto ao PORTO, passando pelas filas prioritárias. Dessa vez carregamos o carrinho conosco até a aeronave, quando a despachamos e não custa ressaltar que a Polícia Federal, no caso de saída de menores, checa tudo nos mínimos detalhes, ainda que com ambos os pais presentes - então deve-se lembrar de levar, além do passaporte, a certidão de nascimento e, se existentes, RG do menor e certidão de casamento dos pais.

Optamos pela cabine executiva, por conta da idade avançada da vovó e de estarmos com o bebê. E foi tudo ótimo. O atendimento do comissário de bordo com o bebê foi espetacular e nos trouxe um kit kids da TAP, que entreteve nosso pequeno por algum tempo extra. Não esqueçam JAMAIS o Ipad ou DVD... (risos)

Saímos com 5 malas grandes e 4 de mão (voltamos com 6 malas grandes). Sobre a mala do bebê, já postei da outra vez. Bom, depois daqueles 8 cocôs, levei 15 fraldas dessa vez:

  • Na mala de mão, foram kit de troca, com trocador, lenços e pomada, 15 fraldas, 2 mudas de roupa quentinhas e confortáveis (mais 2 bodies sobressalente), leite para 6 mamadeiras (mais 3 mamadeiras), 1 xuquinha de água, 2 papinhas nestlé salgadas e 2 doces (PS: A água para a mamadeira é fornecida pelo comissário de bordo - leve as garrafas vazias). O Ipad com bateria total, carregado dos vídeos que meu bebê gosta e aplicativos de quebra-cabeças, pintura, sons, etc, foi essencial. Também levamos carrinhos de brinquedo. Seriam 8 horas e pouco de vôo. No kit remédio levamos dramin e paracetamol.
  • Na mala despachada, levei 1 lata de leite Aptamil 3 e 1 pacote de fraldas, 6 papinhas salgadas e 6 doces (caso meu filho não adaptasse de cara com alguma nova papinha, teria outra pra oferecer), além de todos os remédios (acompanhados da receita médica, pois havia antibióticos) e kit higiene. E muitas, mas muitas roupas (meias, bodies, regatas, camisetas, camisas de manga curta e comprida, shorts, bermudas, calças, pijamas, blusas leves e blusas mais grossas, chinelos, sapatos) - UFA! Afinal, seriam mais de 30 dias e bebê suja roupa, viu...

O vôo correu super bem, e o bebê dormiu bastante (eu que dormi mal com ele no meu assento... Mas são os ossos do ofício de ser mãe). Algumas cias aéreas não permitem sequer a decolagem sem, mas outras exigem o cinto - então não se esqueçam de pedir os cintos para bebê de colo, pois em caso de turbulência seu bebê corre riscos se estiver solto. 

Chegando em Portugal, nada de fila prioritária, então desçam o mais rápido possível do avião, peguem o carrinho na aeronave e se dirijam a passos largos para a imigração.

Passamos alguns dias em Portugal antes do início da viagem de carro, que acabou chegando apenas até Saint-Émilion, pelo cansaço geral. Mas curtimos muito Espanha, País Basco e França.

Nas próximas postagens, vou contar o que fizemos com o bebê em Portugal e como foi a viagem de carro, bem como os hotéis que paramos ao acaso e recomendamos.

Voltamos em vôo diurno, direto de Porto, que transcorreu SUPER bem. O meu filho, depois da canseira das cadeirinhas intermináveis na viagem de carro, ficou bem mais tranqüilo em ambientes fechados. Foi bem menos custoso do que dormir amassada com ele e seus 12 kg... (risos)



segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Álbum de gestante.

Gente, dica rápida pra quem precisa de indicação de fotógrafo profissional para álbum de gestante.

Fiz o meu aos 8 meses de gestação com Daniela Margotto - que é uma graça de atenciosa. O Studio dela fica na região do Morumbi (São Paulo Capital) e ela nos atendeu em pleno sábado à tarde, já que eu trabalhava na época e não tinha tempo...

Ela realmente domina a arte da fotografia de grávidas e bebês!

Abaixo algumas fotos do meu álbum pronto (PS: Tiradas com Iphone, por isso a qualidade não está das melhores, mas no álbum está).





quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Quartinho de bebê. Menino.

Ah, o quartinho do bebê... Que trabalho e dor de cabeça que deu, mas que delícia foi vê-lo ficar pronto!

Optei por montar o meu com fornecedores variados, pois queria tudo do meu jeitinho. Então, fechei os móveis na Quarto de Lua, o enxoval e poltrona, além de inspiração geral do quarto na Vanessa Guimarães, e kit higiene e quadro do berço na Dip en Dap (ver enfeite de porta da maternidade).

A Quarto de Lua tinha um estilo intermediário de móveis, entre o moderno e o provençal (ou seja, trabalhado, mas com linhas mais retas). Comprei com eles o berço, a cômoda, a cama da babá/sofá, além dos colchões. Houve atraso na entrega, e, depois de 2 idas dos móveis, chegaram os certos (houve erro no modelo da cômoda e algumas pinturas grosseiras, com tinta escorrida). Mas, ao final - uma semana antes do bebê nascer... - os móveis estavam prontos e adequados.

Na Vanessa Guimarães eu delirei... O quarto Bernardo era tudo o que eu queria! Mas já havia comprado os móveis e meu marido preferia que fossem brancos mesmo (na exposição do quarto na loja, os móveis eram de madeira). Como minha mãe já havia me dado um jogo de berço, apenas completei as peças que faltavam, como a saia, por exemplo. Além disso, comprei o rolinho do trocador,  os portas trecos (fraldas, roupas sujas e etc), o enxoval da cama da babá (diversas almofadas, edredon e saia), além de comprar o tapete, a cortina, a  poltrona (lida, giratória e reclinável) com a almofada de amamentação e o relógio. A exposição utilizava o azul e cinza, mas eu optei por azul e bege.

O papel de parede foi comprado na rua Gabriel, numa loja especializada que elas indicaram e a moldura de pvc também.

Na Dip en Dap comprei o enfeite da porta da maternidade, com ursinhos no jipe e comprei o kit higiene de jipe também, na mesma cor. Tudo azul e bege.

Abaixo algumas fotinhos: