quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Exercícios na gravidez.

Bom, dando a minha contribuição, meus médicos liberaram todo e qualquer exercício durante a gravidez (mas desde que descobri até ir na primeira consulta, eu havia parado com abdominais e corrida). Apenas não liberaram exercícios com risco de machucar (ex: basquete e tênis, nos quais havia risco de boladas ou bicicleta, pelo fato de poder cair).

Preciso dizer que eu fazia exercícios muito regulares: TODOS os dias da semana, além de corrida entre 20 e 30km semanais. E isso numa rotina que já durava mais de 16 meses.

Como o médico havia dito, alguns exercícios eu iria parando naturalmente, como abdominais, pois ficariam desconfortáveis. Nos outros, o importante era manter o treino mais leve (pra manter mesmo e não para ganhar massa, aumentando pesos e intensidades). Era pra fazer o que eu estava acostumada e ir diminuindo com o passar dos meses conforme meu corpo pedisse.

Eu, por iniciativa própria, parei de correr de vez. Não achava legal ficar correndo com o barrigão balançando mais pra frente e simplesmente parei. Mas mantive os outros treinos, tentando deixar a frequência cardíaca um pouco mais baixa do que antes: o que fiz foi ir diminuindo os pesos e aumentando as repetições. Por volta do 5o mês, parei os abdominais também.

Desde o começo, treino com personal e esse foi um dos motivos, além de já praticar exercícios, que fez com que os médicos liberassem a atividade física irrestrita. A ajuda de um profissional ajuda muito na hora de calcular os pesos, de manter as posições corretas no corpo já sobrecarregado com a gravidez.

Iniciei a gestação com pouco menos de 52kg. Cheguei ao oitavo mês com 62,5kg. Com alimentação bem regrada e saudável, doces apenas no final de semana, etc. Como ninguém é de ferro, ganhei 4 quilos nos últimos 2 meses (gente, era Natal e Ano Novo). No final, foram 14,5kg na gravidez.

Parei os exercícios cerca de 10 dias antes do nascimento, no final da 38a semana, já que minha personal iria viajar na virada do Ano. Olha como estava a barriguinha ao entrar no oitavo mês:

Foto by Tainan Basile.

O que aconteceu? Continuei com meus músculos e estou me recuperando bem no pós-parto (em cerca de 40 dias perdi 12kg já, faltando apenas 2,5kg pra voltar ao normal e isso sem exercício ou restrição alimentar de qualquer natureza, amamentando em livre demanda - o bebê pede: eu amamento). Mas também preciso confessar que genética ajuda muito, pois na primeira gravidez a recuperação do peso foi super tranquila também (e sem exercícios prévios).

No próximo post vou falar sobre os exercícios que fiz e mostrar o antes e o depois da barriga, tá? Mas só depois de 40 dias do parto, já que ninguém merece uma foto daquela barriguinha de 5 meses que fica na gente depois da cirurgia...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

SeaSpice (antigo "Sea Salt and Pepper") - Miami: uma opção para ver e ser visto. Ah, e comer bem também!

Um excelente restaurante para o almoço, na beira do rio. E é possível inclusive chegar de barco, ancorar e passar algumas horinhas por ali:


Fotos do site do local.

O lugar é super agitado, cheio de gente bonita, com lugares pra sentar externos, sob grandes tendas (lounge - fotos acima) ou interno, dentro de um salão com ar-condicionado (no verão, se for com crianças, é a melhor opção).

Salão (restaurante):

 Foto acima do site do estabelecimento. Abaixo, minhas.



Novamente, fiz reserva com quase um mês de antecedência. Chegando lá, ainda ficamos mais de 1 hora esperando a mesa... E no calor, pois lá dentro, para esperar no bar, não poderíamos estar acompanhados de nosso filho menor de idade.

À espera, no calor!

E, depois de muito implorar para a hostess, fomos levados à mesa... Mas que era para 2 pessoas, sem espaço para o cadeirão - e meu filho iria almoçar. Tive que discutir muito, até que nos deram uma mesa para 4 pessoas, meio contrariados. Mas depois disso, tudo correu muito bem!

Pedi um risotto trufado, e dividi com meu marido um Market Seafood, composto de lagosta, camarão, vieiras, peixe do dia, mexilhões, etc. Meu filho comeu arroz e batata frita, com um pedacinho do nosso peixe.



Depois de todo o "perrengue" posso dizer que a comida estava boa, viu... E o garçom, um amor de tão atencioso. Nota dez mesmo.

As sobremesas eram ótimas, mas não estavam no cardápio - o garçom explica as opções do dia:



422 NW NORTH RIVER DRIVE, MIAMI, FL 33128 • 305 440 4200

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Casa Tua - Miami

Pra quem fica em South Miami Beach, o Casa Tua fica na 17th Street (1700 James Avenue), bem próximo ao Hotel W na 22th que ficamos nesta última estada em Miami (veja esse post aqui).

Fiz reserva com bastante antecedência, e a concierge do cartão avisou o restaurante sobre o fato de sermos um casal com bebê de 2 anos e meio. Aparentemente, eles não entendem isso muito bem nos EUA, uma vez que tanto lá, como no SeaSalt, nos reservaram mesas pequenas de duas pessoas (isso que uma criança de 2 anos já senta à mesa ou sequer seria mencionada na reserva), sem espaço físico para colocar o carrinho! Ou o cadeirão...

De início, chegamos em nosso mega turbo (#sqn) Town and Country locado, enquanto outros chegavam em seus Bentleys e Rolls Royces! (nem todos, mas vimos um exemplar de cada ao estacionar nosso carango). Mas não pense que nos sentimos mal por conta disso - essa van é uma super opção para viajar com conforto, tanto que temos uma aqui no Brasil.

Não sei se por isso ou não, ao entrarmos, a hostess foi clara: não tinha como nosso filho, que dormia no carrinho, ser acomodado no salão!!! Ao perguntar o que fazer então, ela quase deu a entender que deveríamos ir embora se não quiséssemos acordá-lo e acomodá-lo num cadeirão apertado do meu lado numa mesa para 2... Juro, fiquei embasbacada. A sorte foi que o maître apareceu e nos ofereceu uma mesa do lado de fora, sob ombrelones, mas que tinha espaço para que nosso filho ficasse dormindo. Tirando o calor úmido da época, fora é bem mais aconchegante e romântico que dentro.



Fotos extraídas do site oficial. O ambiente imita uma sala de jantar de casa mesmo.


Mesa exterior espaçosa e bebê devidamente estacionado e dormindo dentro de seu carrinho.

O garçom foi excelente e o próprio maître nos atendeu de perto à noite toda. Isso, aliado ao fato da comida ser DELICIOSA, foi o que salvou a noite.

Pedimos um vinho branco gostoso, de entrada escolhi carpaccio com trufas e de principal fui de risoto de farro (um tipo de grão que nunca vi por aqui) com lagosta - Uma delícia!!!



Meu marido escolheu uma burrata de entrada e de principal comeu macarrão ao vôngole:



A sobremesa não era nada de mais (crostatina de morango com sorvete de mascarpone):


Se vale à pena ir: MUITO - a comida, ambiente e serviço estavam excepcionais. É um dos queridinhos dos brasileiros, então, a chance de cruzar com muitos conterrâneos é imensa. Só não contem com a simpatia da hostess... Ou tente a casa de Aspen.



quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Recepção da maternidade e lembrancinhas!

Queria uma lembrancinha bem original, que fugisse ao comum bem-nascido, ou sprays aromatizantes, ou caixinhas de amêndoas, etc.

Pesquisei bastante em sites de procura e acabei encontrando a Papel de Pano, da Mayra e da Fe. Então, pedi que me dessem sugestões de lembrancinha e acabei escolhendo a caneca e sachê de chá personalizados, com biscoitinhos:


Mandei a estampa que escolhi para o quartinho da AL da Vanessa Guimarães e elas fizeram uma estampa no mesmo tema e cores, bem como mandei o brasão com as iniciais que foram bordadas nos conjuntinhos da Lilina Lampréia (vejam aqui o link das roupinhas da maternidade):


Sobre a recepção, infelizmente não achei quem montasse tudo em janeiro pois a maioria dos lugares está de férias coletivas nesse mês. Acabei perguntando se elas cuidavam também da recepção na maternidade e elas disseram que sim! Elas acabaram fazendo pra mim um kit para 30 pessoas pra que eu mesma montasse na maternidade. Fui buscar o kit pouco menos de um mês antes, caso o bebê adiantasse. E era composto de balinhas de goma, pipoca doce, chocolate airado, pirulito de chocolate, pote de nuts e águas aromatizadas. Além disso, sacolinhas para que cada convidado levasse as guloseimas para casa, guardanapos personalizados, vasinhos de flores de pano, bandejas e gaiolas para dispor os doces, além do caderninho de recados.

Olha só como ficou a montagem na maternidade:






Como encomendei bastante, montei ainda a bancada para as visitas em casa com o que ficou da maternidade:



Adorei e recomendo as meninas pela seriedade e competência. Ficou show.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Buffet de Natal em São Paulo!

Queridas, imaginem a correia de final de ano, arrumando casa nova em reforma, cuidando dos detalhes da chegada do bebê (enxoval, maternidade, quartinho...), Natal, Ano Novo, aniversário do filho mais velho e, tudo isso, contando o nascimento da bebê e a mudança acontecendo num intervalo de um mês.

Desculpando pela demora então, eu PRE-CI-SO recomendar um fornecedor que contratei para fazer o almoço de Natal. Como estava no último mês de gestação e minha família é do interior, preferi fazer aqui em São Paulo a comemoração. E queria um buffet que já providenciasse TUDO (comida, louça e serviço)!

Grande parte dos buffets não atende com serviço nessa data, como o Toninho Mariutti (o Peru de jabour dele é sensacional, um escândalo de bonito, mas só faz delivery da ceia/almoço, sem o serviço ou locação de material).

Foto do facebook dele.

Mas alguns como o Charlo e Christian Formon, sim. E, com certeza, garantem um excelente almoço ou ceia de Natal!

Mas, pesquisando um pouco mais a fundo na internet, descobri o Citron Gastronomia, que estava com um menu de Natal que me chamou a atenção. Fiz todas as tratativas via e-mail e contratei um almoço para 20 pessoas.




Sei que um dia antes, recebi a entrega das louças (bem simples, mas adequadas) e às 10 da manhã do dia 24 chegaram com toda a comida, sendo uma copeira e dois garçons. Eu, por irresponsabilidade, esqueci de tirar foto das bandejas de canapés, que estavam deslumbrantes, uma graça. Vou ficar devendo.

O menu segue abaixo e eu não mudei uma vírgula:

Canapés
·  Dadinhos de queijo de coalho com rapadura picante
·  Tapioquinhas de banana e parmesão
·  Carpaccio clássico com tapenade no pão preto
·  Salmão defumado com creme azedo e dill fresco nas mini blinis
Buffet de entradas e principais
·  Quiche de salmão e espinafre
·  Terrine de foie com geleia de figo e torradinhas
·  Lombo de Bacalhau Gadus Morhua, cozido no azeite extra virgem em baixa temperatura com farofa de alho crocante à moda lagareira
·  Peru de Natal fatiado e montado com frutas em calda
·  Tender com coulis de laranja e farofa rica
·  Sfogliatti de búfala com cozido de tomates frescos e basilico
·  Quinua três cores com mix de legumes
·  Arroz festivo do Chef
 Buffet de Sobremesas
·  Torta CITRON (torta de limão)
·  Crostata de noz pecã
·  Terrine de marzipã e chocolate

·  Gelato de frutas vermelhas








A minha família e eu ficamos impressionados com a educação e simpatia dos garçons. A comida era divina, com menção honrosa à farofa de pistache e nozes que estava um absurdo de tão gostosa e foi unanimidade. A terrine de marzipã foi de comer rezando! E o peru, que é bem fácil de errar, estava suculento e delicioso.





No calorão de dezembro, servimos apenas vinho rosê bem gelado (PS: mas sabíamos que todos os convidados apreciavam).


O valor do buffet é condizente com a qualidade, mas não beira o absurdo. O atendimento é ótimo. Olha, difícil falar tão bem assim de um fornecedor sem ser propaganda, mas coisas boas a gente deve divulgar, né? É o boca à boca virtual.