quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

FDS ou feriado no Rio de Janeiro: Copacabana Palace com crianças pequenas.

Fomos para o Rio de Janeiro no feriado da Consciência Negra! Nós e um casal de amigos querido com o qual sempre viajamos. E o destino de hospedagem escolhido foi o Copacabana Palace.


Bom, pra mim, é um dos hotéis mais lindos do mundo e sempre que passava em frente no RJ, tinha vontade de ficar por lá. Mas antes sempre ia a trabalho e então nunca compensava só para dormir (e pouco...risos).

Reservei uma suíte vista cidade, que conjugava com um quarto comum (a suíte vista piscina não juntava com quarto e a frente mar estava cara demais). E o tamanho foi excelente para ficarmos eu, marido, filhos e babá. O mais legal é que o quarto conectante abre para o corredor da antessala da suíte e não dentro do quarto, conferindo mais privacidade pra quem viaja com outras pessoas.

Nesse ponto, fiquei surpresa com a conservação interna do hotel. Fiquei no prédio antigo e estava com um pouco de medo. Mas o quarto estava IM-PE-CÁ-VEL. E o cuidado com as crianças foi demais: kit GRANADO de higiene, banheira, berço limpinho e cheiroso.

Quarto da suíte.

Closet na entrada do banheiro.

Banheiro da suíte.

Antessala da suíte (notem o Globo e o chá mate de cortesia, numa caixinha estampada com a calçada carioca).

Corredor que fechava, conectando o quarto à suíte.

Quarto comum.


Banheiro do quarto - com armário.

Kit higiene bebê.

Hall do 4o andar onde ficamos.

O room service também estava ótimo, e o tempo informado pelo atendente foi respeitado todas as vezes. Montavam a mesa bonitinho no quarto e tinham prato infantil. Ponto pra eles.

Filhote brincando de beber na taça.

A piscina também é o máximo. Parece cena de novela estar naquele ambiente que estampa páginas de revista. A única coisa é que o serviço de piscina estava bem mais ou menos. E demorou bastante (e isso para pedidos simples, como água e cerveja, que já estão, em tese, prontos na geladeira... Ou como diz meu marido: "será que foram colher o malte???" - sério - 40 minutos).


Descanso merecido. Ao fundo, Cipriani. À direito, Mee. Atrás, o Pérgula: tudo gira em torno da piscina, literalmente.

Falta uma lojinha de artefactos de piscina (não maiôs, pois estes estavam lindos na boutique), mas digo de bóias, roupas infantis e protetores. A sorte foi com o concierge nos deu uma bóia para meu filho, já que não havia levado.

Passando pela galeria (loja de moda praia e jóias) até chegar da recepção à piscina.

O café, incluso na tarifa no meu caso, era servido no restaurante Pérgula ao lado da piscina e na frente do hotel. Era bem variado, mas repetia todos os dias, mesmo nos tipos de pão. Só que tinha ovo, salmão defumado, panquecas, maple syrup,

Sorry, mas foi a única foto que tirei na correria do café da manhã!

No Pérgula, também aos domingos, após o café da manhã, é servido o brunch. Falam muito bem, mas é necessário reservar e não está incluso. Só que, logo depois de um farto café da manhã (com os filhotes acordando às 6:00am alguém consegue ficar sem comer até o meio-dia???), é difícil encarar uma rodada logo depois.

Além disso, há dois restaurantes (além do Pérgula) mais sofisticados na beira da piscina. O Cipriani (italiano e franquia) e o Mee (asiático).

O Cipriani tem um ambiente e garçons simpáticos, mas a comida não me encantou - comi atum selado com foie gras e aspargos e de sobremesa uma esfera de chocolate com calda quente de caramelo. Bem mediano estava no dia (Miami é bem mais gostoso, na minha humilde opinião - veja aqui o post dos Melhores Restaurantes de Miami 2015).


Filet mignon de atum com foie gras.

Esfera de chocolate.

Já o Mee, que ganhou uma estrela Michelin ano passado, estava demais! Pra quem gosta de comida asiática, os cortes estavam perfeitos, a seleção do cardápio variada e apresentação dos pratos e qualidade dos peixes impecáveis. Comemos vieiras trufadas, carpaccio de salmão com ovas e crispy e sashimis variados do chef. Tudo muito bom!




Bom, choveu no final de semana, então nada de conhecer os pontos turísticos. Como boa paulistana sempre no RJ a trabalho, não conheço nada além dos arcos da Lapa e Santa Tereza, quando terminava o dia com chope. Ficou pra próxima o Jardim Botânico, o trenzinho do Cristo e o Pão de Açúcar. E lá fomos nós ao Shopping Via Parque e depois ao Barra Shopping - andar na roda gigante de natal, nadar na piscina de bolinhas (a de SP era beeem maior e melhor, com escorregas) e depois comer no Gula Gula (pra quem gosta de saladas, a de cuscuz com salmão é divina e a de quinoa também) e jogar arcades.



O legal é que nos feriados e domingos a Av. Atlântica fecha na pista mais próxima ao mar e o caminho fica aberto aos pedestres, que podem alugar bikes (simples ou de dupla, com 2 lugares para crianças pequenas na frente). Alguns quiosques também providenciam música ao vivo ao entardecer.

Bom, em resumo, olhe a previsão do tempo, porque se não a piscina (que é a melhor parte do hotel) e os passeios ficam prejudicados. Em feriados não há muito o que fazer, já que é costume se reservar com mais antecedência.

Copacabana Palace com crianças? SIM. Não há espaço kids, nem nada, mas considerando o aperto que costumam ser os hotéis de Copa-Ipanema, é um dos que tem mais infra. Ou você pode ficar além dos túneis da Barra e não ter o calçadão para descer e passear. Não conheço o Fasano para dizer se seria melhor. Alguém já foi?